ShareThis

Videos Houston - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Houston - 9000mil

Local: Woodlands Pavillion
Público: Aproximadamente 9.000 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Set List:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It’s No Good
A Question of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Little Soul
Home
Miles Away
Policy of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy the Silence
Never Let Me Down Again

A Question of Lust
Stripped
Behind the Wheel

Personal Jesus
Waiting For The Night

Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Back Stage - Entrevista de Kerry Hopwood

Kerry Hopwood, responsável pela programação dos arranjos ao vivo, fala sobre moldar o som da bateria acústica à sonoridade do Depeche Mode:


Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Fotos Dallas - Tour of the Universe














Fonte: Teknolust1

Videos Dallas - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Dallas - 15000mil

Local: Superpages Center
Abertura: Peter Bjorn And John
Público: 15.000 pessoas

Set List:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Jezebel
Judas (acoustic)
Miles Away
Policy Of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Somebody
Stripped
Behind The Wheel

Personal Jesus
Waiting For The Night


Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Back Stage Hollywood Bowl - Los Angels

Tour of the Universe - Denver - 8000mil

Local: Red Rocks Amphitheater
Público: Aproximadamente 8.000 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Set List:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Jezebel
Home
Miles Away / The Truth Is
Policy of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Somebody
Stripped
Behind the Wheel

Personal Jesus
Waiting for the Night


Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

The Piano Tribute To Depeche Mode

Amigos,

Eu sempre estou atrás de novidades, covers e remixes do Depeche Mode, gosto muito de ver como os outros artistas interpretam o Depeche Mode, pois bem ontem a noite baixei um tributo muito legal, com varias faixas do Depeche Mode tocadas apenas no piano, intitulado My Caress Piano Tribute, muito legal, as faixas são:

01 Higher Love
02 Here Is The House
03 Ice Machine
04 Judas
05 Somebody
06 Little 15
07 The Love Thieves
08 Blue Dress
09 Shake The Disease
10 Enjoy The Silence
11 Dressed In Black
12 Sister Of Night
13 Sweetest Perfection
14 One Caress
15 Death's Door
16 Breathe
17 It Doesn't Matter Two

Para apreciação dos amigos a faxia Shake the Disease:

Camiseta Tour of the Universe - Buenos Aires


Amigos,

E eu alguns amigos que iremos a Buenos Aires no show do Depeche Mode resolvemos fazer algumas camisetas para a galera que estará no show ou que curte DM, sendo assim se você quer uma camiseta destas deixe um comentário com seu endereço de e-mail ou entre em contato.

Depeche Mode no Chile e Argentina Ingressos Estão Esgotando


Fãs decepcionados com o cancelamento dos shows do Depeche Mode no Rio e São Paulo podem se movimentar para ver a turnê em Buenos Aires e na cidade de Santiago do Chile. Nos vizinhos sul-americanos as apresentações foram mantidas e as vendas vão muito bem. Os setores mais caros estão esgotados, mas ainda há entradas à venda. Na capital argentina o Depeche Mode se apresenta dia 17 de outubro e em Santiago do Chile no dia 15 do mesmo mês.

Com menos pânico da gripe suína e as passagens aéreas mais baratas graças ao câmbio do dólar, só é preciso se esforçar para comprar os ingressos via site da Ticketmaster. Nas duas cidades eles precisam ser retirados com antecedência porque não existe entrega no Brasil.
A viagem, no entanto, pode trazer mais vantagens do que parece. Em Buenos Aires foi anunciado que o show da banda será integrado ao festival Personal Fest, com mais atrações recheando a noite. E a entrada, apesar de considerada cara nos padrões argentinos (custam 300 pesos contra 200 do show de Madonna) vale R$ 144 convertida em moeda brasileira. A escalação do Personal Fest ainda não saiu, mas costuma ser caprichada. Em 2008 além do R.E.M, estavam no festival o Offspring e Jesus and Mary Chain.
Martin Ohrwaschel, portenho e fã do Depeche Mode desde 1991, contou para esta reportagem que o Club Ciudad, onde será o show, foi o mesmo palco do Radiohead, ano passado. Segundo ele tudo estava perfeito, do som a estrutura.

Tanto na Argentina como no Chile os bilhetes mais caros estão esgotados. Em Santiago sobram apenas os lugares na plateia comum do Club Hipico, por R$ 109. A boa notícia é o valor da passagem de avião, que comprada pela companhia Lan Chile dá ao segundo passageiro o direito a viajar de graça. Os voos saem apenas de São Paulo e custam R$ 1075. O acompanhante paga só a taxa de embarque de R$ 139.
Para Buenos Aires o segundo passageiro não vai de graça, mas tem um bom desconto. Partindo de São Paulo a passagem da Aerolineas custa R$ 586 para o titular e R$ 374 para o acompanhante. Com partida do Rio sobe para R$ 874 e R$ 519, respectivamente.
Se apresse porque todas as promoções duram apenas até segunda-feira, dia 31.

Informações: www.ticketek.com.ar / www.ticketmaster.cl

Fonte: Virgula Musica

Fotos Salt Lake City - Tour of the Universe


Amigos a fã Glaucia da Comunidade Depeche Mode, esteve no show do Depeche Mode em Salt Lake City, e fez algumas fotos bem legais, fazer o download das fotos é só clicar na imagem.

Videos Salt Lake City - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Salt Lake City - 8000mil

Local: E Center
Público: Aprox. 8.000 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Set List:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Jezebel
A Question Of Lust
Miles Away / The Truth Is
Policy of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Shake the Disease
Stripped
Strangelove

Personal Jesus
Waiting for the Night

Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Videos Phoenix - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Phoenix

Local: US Airways Center
Público: ???
Abertura: Peter Bjorn And John

Set List:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Little Soul
Home
Miles Away / The Truth Is
Policy Of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Somebody
Stripped
Behind The Wheel

Personal Jesus
Waiting for the Night


Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Tour of the Universe - Las Vegas - 2500mil

Local: Pearl Concert Theater at the Palms
Público: 2.500 pessoas ( Privilegiados )
Abertura: Peter Bjorn And John

Setlist:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Jezebel
A Question Of Lust
Miles Away / The Truth Is
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Shake The Disease
Stripped
Strangelove

Personal Jesus


Nota do Blogueiro: Como disse o devoto Mateus em um comentário esta parte da perna americana da Tour é toda em locais pequenos mas sempre lotados por isso o baixo numero de espectadores, eu chamaria de priveligiados.

Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Programa Boys Don't Cry - Pop Rock 107.1

Amigos,

Neste post irei deixar o Depeche Mode de lado por um minuto para trazer a vocês a participação do meu amigo o DJ Ferrugem ex-Taj Mahal, um dos DJs da Late Bar Sounds of the Universe no Bar Ocidente, no programa e na festa Boys Don't Cry deste sabado, por que esta exceção, simples por que me identifico muito com o tipo de som tocado por este DJ que é de um tempo que isso tinha signifcado de um tempo onde o DJ era DJ e não o cara do "play & pause", cópia do meu e-mail logo após a festa:

Festa impecável a melhor festa boys que eu fui nos últimos 2 anos. Acho q desde do Cine Teatro não me divertia tanto em uma boys.....
Estrutura boa, som de qualidade impecável, e um set para mim que sou um amante de e-music das antigas, chegou a me dar uma tristeza de pensar que lugares como o Taj, Life Boy, New Looking.... deixaram de existir a tempos, lugares que faziam a diferença, casa onde o Dj, a casa e o publico tinham personalidade, não a mistureba que as casas noturnas são hoje em dia.
Ferrugem sou teu fã e quero vc fixo na boys seja programa ou festa. E segue tua personalidade DJ tem que tocar o que gosta e segue os que gostam do mesmo, com certeza existe publico para todos os gostos a prova é a pá de festas oitentista que temos e todas com bom numero de publico...
Alias at o Rogério roqueiro roots, uma hora olhou para mim e disse: “a diferença que um DJ de verdade faz... ele tá tocando sempre a mesma musica não? “. Se refeirndo as "viradas" ( passagens de musica )...
Fora que a ultima boys que eu tinha ido foi em abril então me acabei dançando, vou ficar um 3 dias com dor nas pernas, a idade é fod.....

Ouça Programa Boys Don't Cry todos os sabados das 18 as 20hrs na Radio Pop Rock 107.1:



Dificuldades no Show de Ontem

Acontecimentos que fizeram do show de ontem único, no que se refere ao pouco publico pouco comum ao Depeche Mode e também acontecimentos imprevistos:
* Falta de energia durante Walking In My Shoes.
* Show sem as projeções nos telões até o encore, apenas com alguns efeitos de luz.
* O local possui restrição de horário por sem em área residencial - todos os shows tem que terminar antes das 10 da noite. Talvez por isso, não rolou Come Back nem Waiting For The Night (ou talvez por causa de todas as dificuldades técnicas).
* Foi uma breve volta para casa para o Martin.
* Um tiozão invadiu o palco durante Personal Jesus.

Além de tudo, esse foi um dos 3 shows minúsculos da TOTU (o próximo será em Las Vegas no próximo sábado).

Falta de Luz

Invasão no Palco na excussão de Personal Jesus



Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Tour of the Universe - Santa Barbara - 4500mil

Local: Santa Barbara County Bowl
Público: 4,562 ( menor publico até agora )
Abertura: Peter Bjorn And John

Setlist:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Jezebel
Home
Policy Of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Somebody
Stripped
Behind The Wheel

Personal Jesus


Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Hole to Feed - Próximo Video do SOTU

Pelo que tudo indica o próximo video do album Sounds of the Universe será da faixa Hole to Feed:

Depeche Mode - Eric Wareheim, director

New Depeche Mode video being directed by Eric Wareheim of the comedy team Tim And Eric...

  • artist: Depeche Mode
  • song: "Hole To Feed"
  • label: Capitol
  • director(s): Eric Wareheim
  • production co: Mighty 8/Warp Films
  • rep: Joceline Gabriel
  • producer: Charles Spano
  • commissioner: John Moule
Fonte: Video Static

Propagandada O2 com Fragile Tension

Videos Anaheim - Tour of the Universe

Uma Nova Explicação


E-mail que rolou na lista do Depeche Mode do Yahoo Groups, onde um membro
conversou com o Peter que escreve o Blog da Tournê:

" Eu andei conversando com o Peter que está escrevendo o blog da turnê no site oficial sobre os cancelamentos no Brasil. Ele me falou que a culpada, provavelmente, foi a Time 4 Fun que quis espremer o máximo de datas num tempo muito curto, ou seja, "botar água para fazer render a turnê". A banda pretendia terminar a turnê sulamericana lá pelos idos do dia 20 de outubro no Chile, fazendo o percurso inverso (descendo do México, vindo pelo Brasil e depois Argentina e Chile). Os shows do Brasil eram pra ser no começo da 2a quinzena (14 ou 15 de outubro). O que aconteceu foi que a T4F inventou de enfiar Costa Rica, Peru e Colombia e inverter a ordem da turnê. Com isso, os shows do Brasil "sobraram" para depois do dia 20 (Rio 22 e SP 24).
Esses shows nessas datas, provavelmente, nem chegaram a ser autorizados pela banda, daí o adiamento da venda dos ingressos e o posterior cancelamento das datas. A T4F até deve ter tentado negociar, mas já era tarde demais, pois os outros shows já estavam a venda e seria inviável mexer nos dias dos outros shows da América do sul para reacomodar os do Brasil.
Me pareceu uma explicação muito mais sensata do que "a banda não gosta do Brasil porque aqui não tem público" ou "vende poucos cds". Uma turnê na Am. do Sul sem Brasil é como na Europa sem tocar na Inglaterra. Pode não parecer, mas Brasil, Argentina e Chile são 3 paradas obrigatórias de qualquer banda internacional que passa por aqui hoje em dia. Impossível Costa Rica e Peru terem mais público que São Paulo. Até o show do Rio que eu achava que seria um pouco vazio não é nada perto dos shows que eles estão fazendo nos EUA agora. O Citibank Hall tem capacidade para 8 mil pessoas. Hoje eles tocam em Santa Barbara (casa do Martin!) para 4 mil. Sábado em Las Vegas para 2.500 e no começo do mês foi em Atlantic City para 2 mil pessoas. Claro que ao longo da turnê, são shows que se compensam com outros para 15 mil pessoas, mas não ficaríamos nada atrás desses shows nos EUA. "

Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Fragile Tension Será o Próximo Single

“Fragile Tension” picked for O2 TV ad campaign; then single!

“Fragile Tension” jumped the queue and is being lifted from “Sounds Of The Universe” as the third single. The surprising pick comes in the wake of O2 using the song for a TV ad in Germany.

Current support act Peter, Bjørn & John (also lovingly referred to as Peanut Butter & Jelly round the Home offices) are reported to have remixed the track, along with indie hipsters MGMT.

According to dm.de, the track should hit radios in the coming weeks.

Fonte: Home

Tour of the Universe - Anaheim - 15mil

Local: Honda Center
Público: Aprox. 15.000 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Setlist:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Jezebel
Home
Come Back
Policy Of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Somebody
Stripped
Behind The Wheel

Personal Jesus
Waiting For The Night (Bare Version)



Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Videos Los Angeles - Segunda Noite - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Los Angeles - 17mil - Segunda Noite

Local: Hollywood Bowl
Público: 17.374 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Setlist:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Little Soul
A Question Of Lust
Miles Away
Policy Of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Shake The Disease (acústico com Martin nos vocais como na Tour the Angel)
Stripped
Behind The Wheel

Personal Jesus
Waiting for the Night

Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Depeche Mode em Boa Forma

Os Depeche Mode voltaram à boa forma nos dois últimos concertos efectuados no Hollywood Bowl, em Los Angeles, nas noites de 16 e 17 de Agosto, segundo relatos da imprensa. Apesar do Hollywood Bowl ser um anfiteatro composto por cadeiras, a multidão viu todo o concerto de pé, pormenor sintomático do entusiasmo que o grupo provocou ao longo dos espectáculos.

É sem dúvida uma boa notícia para os fãs portugueses dos Depeche Mode que aguardam a vinda do trio inglês a Portugal, para um concerto marcado para o Pavilhão Atlântico, em Lisboa, no dia 14 de Novembro, depois da desilusão do cancelamento do espectáculo no festival Super Bock Super Rock, no Porto, devido a uma lesão no músculo da perna de Dave Gahan.

Recorde-se que a actual digressão mundial dos Depeche Mode, que promove o último álbum de originais "Sounds of the Universe", foi assolada por outro azar do vocalista: um tumor maligno na bexiga removido, tudo indica, com sucesso por uma operação médica.

Veja abaixo o alinhamento do concerto de anteontem (dia 16) no Hollywood Bowl e imagens desse concerto:

In Chains / Wrong / Hole To Feed / Walking In My Shoes / It's No Good / Question Of Time / Precious / Fly On The Windscreen / Jezebel / Home / Come Back / Policy Of Truth / In Your Room / I Feel You / Enjoy The Silence / Never Let Me Down / Somebody / Stripped / Strangelove / Personal Jesus / Waiting For The Night.

Fonte: Cotonete

Videos Los Angeles - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Los Angeles - 17mil

Local : Hollywood Bowl
Público : 17,376 pessoas
Abertura : Peter Bjorn and John

Setlist:

In Chains
Wrong
Hole To Feed
Walking In My Shoes
It's No Good
A Question Of Time
Precious
Fly On The Windscreen
Jezebel
Home
Come Back
Policy Of Truth
In Your Room
I Feel You
Enjoy The Silence
Never Let Me Down Again

Somebody
Stripped
Strangelove

Personal Jesus
Waiting for the Night

Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Autografo Para Fã Brasileira

Martin Gore deu autografo a devotee Sil, da Comunidade Depeche Mode no Orkut em Hollywood Bowl L.A.:



Left 4 Dead 2



Em uma declaração feita ao site Kotaku, Chet Faliszek (roteirista da Valve Software) revelou uma informação sobre um detalhe visto na arte conceitual de Left 4 Dead 2, o próximo jogo da série de ação cooperativa para quatro jogadores: Rochelle, a mulher do grupo, veste uma camiseta rosa da banda britânica Depeche Mode – e não se trata de arte temporária para o game, e sim um acordo com o grupo.
Segundo Faliszek, a Valve entrou em contato com uma variedade de bandas e gravadoras para a produção desta sequência, e o Depeche Mode foi uma das poucas a responder – e o retorno foi bem positivo: a Valve permitiu usar suas imagens, sons e as camisetas da banda. Isto não deixa de ser uma boa promoção para o grupo, já que lançaram o álbum de inéditas "Sounds of the Universe" neste ano, e estão em turnê mundial (cuja perna brasileira foi cancelada recentemente). Não é a primeira vez que o Depeche Mode se mostra presente na midia dos Games, no jogo The Sims 2 o grupo gravou um versão da faixa Suffer Well do album Playing the Angel para o jogo, inclusive na lingua falada pelos personagens do Game ( Veja o Clip ).

Left 4 Dead 2 tem lançamento marcado para 17 de novembro e trará cinco novas campanhas - como "Swamp Fever", ambientada em um típico pântano do sudeste americano - oferecendo novas formas de combater os zumbis, como embates corpo a corpo. Além das tradicionais armas de fogo, os jogadores poderão utilizar também armas brancas de médio a grande porte como tacos de beisebol, pedaços grandes de madeira e até mesmo serras-elétricas, o que acabou dando ao jogo uma cara ainda maior de "filme de zumbi".

A inteligência artificial do game também foi bastante aprimorada e agora faz uso do novo AI Director 2.0. Isso significa que o desafio dentro do game será mais "orgânico" e influenciará de forma mais decisiva a forma com que o jogador avança no game e a reação de seus adversários frente a suas atitudes, levando em conta agora não só os objetos que estão no cenários mas também a condição atual do tempo e os caminhos disponíveis para os jogadores, permitindo que seus adversários façam emboscadas ainda mais mortais.



Fonte: Blog Rabbid Games.

Seguem Cancelamentos



O Depeche Mode segue cancelando shows, desta vez problemas vocais de David Gahan tem prejudicado o andamento da tour, segue ultimo comunicado feito no site oficial:

Depeche Mode has been forced to cancel their appearance tonight, Friday, August 14th at Cricket Wireless Amphitheater in San Diego due to doctor's orders that lead singer Dave Gahan continue on complete vocal rest. Because of their busy schedule, a new San Diego date will not be rescheduled this year. "We are incredibly disappointed to not be able to perform for our fans tonight in San Diego," said Dave Gahan. "We hope to be back soon to play for all our fans in the area." Refunds will be issued at the point of purchase. The tour will resume on Sunday with the band's sold out two night stand at the Hollywood Bowl.


Videos Seattle - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Seattle - 13mil

Local: Key Arena
Público: 13.000 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Setlist:

- In Chains
- Wrong
- Hole To Feed
- Walking In My Shoes
- It's No Good
- A Question Of Time
- Precious
- Fly On The Windscreen
- Jezebel
- Home
- Come Back
- Policy Of Truth
- In Your Room
- I Feel You
- Enjoy The Silence
- Never Let Me Down Again

- Stripped
- Master and Servant
- Strangelove

- Personal Jesus
- Waiting for the Night


Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Videos Chicago - Lollapalooza 2009 - Tour of the Universe

Tour of the Universe - Chicago - 100mil

Local: Lollapalooza Festival
Público: 250.000 pessoas nas 3 noites. Provavelmente umas 80 a 100 mil ontem.
Abertura: Festival

Setlist:

- In Chains
- Wrong
- Hole to Feed
- Walking in My Shoes
- It's No Good
- A Question of Time
- Precious
- Fly on the Windscreen
- Home
- Come Back
- Policy of Truth
- In Your Room
- I Feel You
- Enjoy the Silence
- Never Let Me Down Again

- Stripped
- Personal Jesus


Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Videos New York - Tour of the Universe

Tour of the Universe - New Yourk - 30mil

Local: Madison Square Garden - 3/8/2009
Público: 15.000 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Setlist:

- In Chains
- Wrong
- Hole To Feed
- Walking In My Shoes
- It's No Good
- A Question Of Time
- Precious
- Fly On The Windscreen
- Jezebel
- Home
- Come Back
- Policy Of Truth
- In Your Room
- I Feel You
- Enjoy The Silence
- Never Let Me Down Again

- Stripped
- Master and Servant
- Strangelove

- Personal Jesus
- Waiting for the Night

Local: Madison Square Garden - 4/8/2009
Público: 15.000 pessoas
Abertura: Peter Bjorn And John

Setlist:

- In Chains
- Wrong
- Hole To Feed
- Walking In My Shoes
- It's No Good
- A Question Of Time
- Precious
- Fly On The Windscreen
- Jezebel
- A Question Of Lust
- Miles Away
- Policy Of Truth
- In Your Room
- I Feel You
- Enjoy The Silence
- Never Let Me Down Again

- Stripped
- Master and Servant
- Strangelove

- Personal Jesus
- Waiting for the Night

Fonte: Comunidade Depeche Mode Orkut.

Depeche Mode Confima Lisboa


Os Depeche Mode regressam ao Pavilhão Atlântico, em Lisboa, com Tour of the Universe.
Devido a uma lesão sofrida pelo vocalista, Dave Gahan, os Depeche Mode cancelaram algumas datas da digressão europeia, incluindo o concerto no Estádio do Bessa em Julho. Com Dave Gahan a recuperar bem, os Depeche Mode reorganizaram a sua agenda e confirmam o concerto no Pavilhão Atlântico, dia 14 de Novembro.
Considerados por muitos como os "pais" do synth pop, os Depeche Mode são uma banda inglesa de música electrónica com quase 30 anos de existência e mais de 91 milhões de discos vendidos.
No alinhamento do concerto, prometem recordar temas antigos como Walking in my Shoes (1993), A Question of Time (1986), Strangelove (1987), Personal Jesus (1989), Stripped (1986), ao lado dos mais recentes Peace e Wrong, do álbum Sounds of the Universe (2009).

Fonte: O Noticias da Trofa

Sim Estarei Lá!


É com muita euforia e quase explodindo de ansiedade que divido com vocês amigos e devotos, sim estarei lá em Buenos Aires dia 17 de outubro para o show o qual espero por quase 20 anos de devoção. Comprei hoje os 4 ingressos que tinha direto, 2 para mim e minha esposa e 2 para o casal de cumpadres que ira conosco ao show da minha vida, estou sem palavras agora de tão ansioso e emocionado parece que meu coração vai sair pela boca literalmente! Eu nem sei mais o que dizer.....

Everything Old is New Again as Depeche Mode Plays Atlantic City

Smoke poured from the edges of the stage, and Depeche Mode lead singer Dave Gahan clapped his hands. Behind the band, a video screen showed an old man's and young boy's faces set side by side, and everything old was new again.

The U.K. electronic pop-rock band performed at Borgata Hotel Casino & Spa's Event Center Saturday, playing a stream of hits and new songs from April's "Sounds of the Universe" album.

The group formed in 1980. Twenty-nine years later, here was Depeche Mode, performing for a Borgata crowd sporting vintage T-shirts, nonregional accents and male-pattern baldness.

"Sounds of the Universe" is Depeche Mode's 12th studio album, and the group's first release since 2005. Prior to "Universe," the group split with longtime label Warner International, so this is the band's first effort with EMI Music.

Gahan was flanked onstage by guitarist Martin Gore and keyboardist Andrew Fletcher. Gahan and "Fletch" are the only remaining original members.

Gore wore a silver, spacey suit. Gahan wore a black vest onstage, with nothing underneath, Right Said Fred style. Makes you remember how cool it was to dress like a fetishist in the 1980s, or on a Saturday night in Atlantic City.

Gahan has faced some health issues lately - a bout with gastroenteritis and a leg injury resulted in recent concert cancellations. He seems to have recovered nicely, spinning across the stage Saturday, holding the microphone stand like a tango partner.

The group opened with "In Chains," the first song on their latest album, before moving into "Wrong," the CD's first single.

You sell 75 million albums, and you can pretty much do anything, but "In Chains" was a clunky, uninspired way to start things, especially given the group's deep catalog of hits.

An early fan favorite was 1993's "Walking in My Shoes," which the band performed in front of a video of a bird in the desert. Gahan dipped the microphone toward the crowd, allowing the audience to sing the chorus.

The song drips with synths, riffs and brashness, addressing self-worth and ego with the lyrics "You'll stumble in my footsteps / Keep the same appointments I kept / If you try walking in my shoes."

Reads like a Kanye West hook, but maybe Depeche Mode has something here. Who else really could walk in their shoes? Besides Duran Duran, there's not much remaining from the British electronic movement of the early 1980s.

But here is Depeche Mode, performing 30-year-old songs in black vests and silver suits, touring to support a new album, and everything old is new again.

Fonte: Press of Atlantic City

Depeche Mode Delivers Evolving, Vital Sound


Here’s a familiar sight for Depeche Mode fans: Dave Gahan, the slick, swaggering, swivel-hipped singer, and his mates rocking out, electro style. They did so for two hours at Comcast Center on Friday.
You would not suspect that less than three months ago Gahan was hospitalized for a tumor.

Perhaps, Gahan’s recovery and perseverance is a metaphor for the band. (He also survived a near-fatal drug overdose in 1996; he’s clean now.)

Depeche Mode was there in the early ’80s, the dawn of England’s synth-pop movement, and they’ve survived and prospered through numerous fads and trends. And though they gave the adoring crowd such hits as “Enjoy the Silence,” “Never Let Me Down” and “Personal Jesus,” Depeche Mode also played four from their latest CD, their 12th studio effort, “Sounds of the Universe.” The point? The band’s not relying on nostalgia, it’s still evolving and vital.

Guitarist/synthist/main songwriter Martin Gore and synthist Andrew Fletcher are the remaining original band members. Gahan joined early, after Vince Clarke departed. Synthist Peter Gordeno and drummer Christian Eigner flesh out the current touring band.

Depeche Mode mixed celebration and sadness, a hard, churning rhythmic grind with more ethereal touches. A large orb hung over the stage and images, live and prerecorded, danced on a huge LED screen behind the band. Video embellishments were everywhere.
Most impressive was the band’s ability to juggle moods and shift emphasis. Gore sang two gorgeous ballads, “Little Soul” and “Home,” and played crunching guitar riffs at many points. “I Feel You” was where Depeche Mode crossed over the synth divide to the land of metal.
Thematically, Depeche Mode favors troubling tales. Gahan began “Fly on the Windscreen” by singing “Death is everywhere.” In “A Question of Time,” he warned of the pressure to conform. But a Depeche Mode show is not doom-and-gloom. The group may cast dark shadows, but it also explodes with light and sound.

The Swedish band Peter, Bjorn and John opened with a melodic, minimalist set that was capped by a frenetic version of the Feelies’ “Fa-Ce-La.”

Fonte: The Edge

Just Can't Play Enough - 40mil Ingressos em 8hrs

IN the early '80s, Depeche Mode became the perviest group -- with lyrics about bondage, suicide and drug abuse -- to grace the cover of a glossy teen mag. Then in '89, they had a massive hit with "Personal Jesus" from their triple-platinum album "Violator," and suddenly, the band anchored by singer Dave Gahan and multi-instrumentalist Martin Gore sold out 40,000 seats at Giants Stadium in eight hours. It was a feat for any full-fledged rock outfit, much less two malnourished white guys from Essex, England, known for sin-drenched Goth anthems, heartfelt dude-on-dude harmonies and kinky lyrics.

Now, a quarter-century after they first played "Master and Servant" -- and a couple of months after Gahan's surgery to remove a malignant tumor in his bladder -- they're reprising decades-old hits and debuting new material from their latest album, "Sounds of the Universe," tomorrow and Tuesday at Madison Square Garden. Gore gave The Post a sneak peek at the setlist and some insight into the history behind it.

Which of your older songs put you into flashback mode?

We only have a few really that just do that: "Enjoy the Silence," "Never Let Me Down Again," "Personal Jesus."

Ever look down at the crowd and feel like someone's "Personal Jesus"?

There is that irony, I suppose, especially when you play it live and you see all of these adoring fans looking up at you.

Any of the old lyrics ever feel embarrassing or funny now?

The only song that we've been playing from our earliest tour is "Master and Servant." There are bits in it that feel a lit bit dated or something.

That song was on 1983's "Some Great Reward." Was that the band's darkest record?

We often joke and say that most of our songs really only deal with about three or four different topics, so things haven't changed that much over time.

Did you expect it would land you dead in the center of the trench-coat-and-guyliner Goth movement?

We were very happy to be associated with it, because it was all part of alternative music. It was definitely alternative to anything that had been happening in music for 10, 20 years.

And yet you graced teen magazine covers. Was that an awkward dichotomy?

It was slightly odd, but that was one of the things that was part of our appeal. We could sneak by quite a few pervy lyrics and dark things disguised as pop.

You wrote "Home" and "It's No Good" in 1997 as Dave struggled with rehab. Did you ever think you'd have to go solo?

No. It was during that time when Dave was at his lowest. There were definitely times during the recording of that album that we didn't think he'd be able to finish. We had already started it as a band, and there was no way I wanted to finish it on my own.

Was it a relief when those songs were hits?

Yeah. Now I do an acoustic version of "Home" with just an acoustic piano. So there's no guitar part. The crowd sings the guitar part, and it just goes on until Dave comes back out. He carries on, getting the audience singing different parts at different times. He could keep them going for as long as he wants.

Fonte: New York Post


Edição Especial e Nacional do SOTU

Cada vez mais CDs em edições especiais são lançados para seduzir comprador.

A indústria da música como a conhecemos está mudando. E quem não acompanhar dança. Então, para tentar seduzir o consumidor, que, invariavelmente, acaba baixando antes alguns álbuns para ouvir em primeira mão (embora os fãs mesmo acabem comprando o CD físico depois), as gravadoras estão lançando, cada vez mais, edições especiais dos trabalhos de seus principais artistas (fora aquelas edições especiais comemorativas de sempre).

Se, baixado, o disco não passa de uma lista de arquivos em MP3 (sem graça e sem capa), essas novas edições trazem embalagens diferenciadas e conteúdo que nem sempre é possível de se baixar.


Assim, para cada disco de algum artista mais importante editado nos últimos meses no exterior (de nomes como Pet Shop Boys a Depeche Mode, de Marilyn Manson aos Yeah Yeah Yeahs), na semana seguinte, sai a edição especial, geralmente limitada, que fica disponível para venda por pouco tempo. Algumas delas só podem ser compradas online; outras, só estão disponíveis em determinadas lojas.

Tudo para dar um gosto de exclusividade para o freguês.
Alguns exemplos recentes: Björk lançou a coletânea de "singles" "Voltaic", cuja edição especial traz faixas remixadas de seu último disco, "Volta"; o controverso Marilyn Manson anexou ao seu novo álbum, "The high end of low", um CD só com versões acústicas de músicas do mesmo disco; o Franz Ferdinand acena com um CD extra só com versões alongadas ou em dub de seu "Tonight!"; o dos Pet Shop Boys, "Yes", tem coisas ao vivo; e Depeche Mode ganhou duas versões especiais de seu novo "Sounds of the universe", uma dupla e outra tripla, com demos, remixes e raridades de álbuns antigos, de dar água na boca. E consolar os fãs daqui, já que a nova turnê sul-americana da banda não virá mais ao Brasil. Contudo, essa tendência, até o momento, dirige-se mais aos artistas internacionais.

Nem todas as filiais das grandes gravadoras por aqui estão fazendo coisa parecida com seu elenco local.
- A decisão de lançar ou não uma versão especial vai da relevância que o artista tem em termos de vendas no nosso mercado - diz André Matalon, gerente do departamento internacional da EMI. - Como a fabricação mínima é de mil unidades, uma questão fabril, não de marketing, o tiro tem que ser certeiro, ou corremos o risco de ficarmos com muitas peças em estoque de produtos cuja fabricação é bem mais cara.

Matalon comenta o que já deu certo e o que vem por aí: - Lançamos, com bons resultados, edições especiais de Joss Stone, Coldplay, Norah Jones e, mais recentemente, de Ben Harper (CD/DVD com fotos e clipes), além de "Queen live at Ukraine" e do filme do Iron Maiden, entre outros. Em outubro, lançaremos uma edição limitada do Depeche Mode, que vem com DVD, um pequeno filme e remixes em 5.1, além do novo álbum do David Guetta em CD duplo, com faixas e remixes exclusivos.

Já a Universal Music tem feito alguns lançamentos especiais com a prata da casa.
- De nacional, lançamos, no fim do ano passado em parceria com a MTV, uma edição especial do disco "Uma prova de amor", de Zeca Pagodinho, contendo o CD original e um documentário intimista em DVD sobre a gravação do álbum. É raro o Zeca se deixar filmar, e o resultado foi muito bom - diz Miguel Afonso, coordenador artístico da Universal. - Este ano, lançaremos edições Premium dos novos discos de Mariana Aydar e Nando Reis, com o CD original e DVD de conteúdo inédito. Mas a área internacional também terá suas atrações: - A experiência com o novo álbum do Black Eyed Peas, "The E.N.D", vem sendo muito bem recebida pelos fãs. Lançamos o CD normal e uma edição de luxo, dupla, com as músicas do disco original, mais quatro faixas inéditas e seis músicas em versões remixes. As saídas das duas versões têm sido equivalentes - diz a coordenadora do departamento internacional da Universal, Sophie Silveira.

Fonte: O Globo