ShareThis

Entrevista Dave Gahan - Jornal Argentino La Nación

Depeche Mode, pronto para uma nova tour, Dave Gahan, vocalista da banda britânica, fala sobre o álbum que estão gravando, que deve sair no próximo ano.

Por Gerd Roth | DPA

PARIS (DPA) -. Estão terminando um novo álbum, o sucessor de Sounds of the Universe (2009), que deve sair no próximo ano e as datas das novas datas estão quase definidas. O Depeche Mode , a banda britânica está de volta. Portanto, seu cantor Dave Gahan em Paris falou sobre as forças que impulsionam ainda, sobre música e política.

Você tem alguma forma de trabalhar?

No meu celular eu tenho 16 horas de gravações de voz. Às vezes, apenas pequenas idéias, ou acordes de guitarra que me enviaram. Muitas vezes cantando diretamente no celular. É por isso que eu tenho todas essas pequenas gravações. Embora eu confesso que não pensei que eles eram muitas, no entanto, tenho certeza de que 15 delas são apenas lixo.

Como você mantém a motivação no Depeche Mode depois de todos os anos de sucesso?

Eu tenho o desejo de continuar a ser parte do mundo, do universo, da vida. Através da música eu tenho a sensação de que eu chegar um pouco mais perto desse objetivo. Abrir mais meu horizonte. Tudo isso me levou a encontrar novamente com a banda e gravar algumas músicas também minhas.

Como é que o novo álbum?

Martin (Gore) me enviou suas demos. Ele escreveu um par de grandes canções. Quando você ouve, eu tenho que tentar descobrir como eu me sentiria dentro dessas canções. É sempre um desafio.

O que canções deste álbum ainda etão sem título?

Nós gravamos 20 músicas, das quais talvez uma dúzia aparecem no álbum. A última seleção é o mais difícil. Quando Martin e eu saímos do estúdio alguns dias atrás, foi uma longa jornada do início ao fim. Haverá também canções potenciais de grande sucesso, porque queremos fazer algo que funciona em geral como um todo, como os álbuns conceituais antigos. Embora eu saiba que muitas pessoas já não ouvem música dessa forma.

Quem produziu o álbum?

Flood mixou o álbum em Londres. Ouvimos algumas músicas e é um bom som. Ele trabalhou com a gente no Violator (1990) e Songs of Faith and Devotion (1993). Nós conhecemos o seu trabalho e ele conhece a nossa música. Sabe de onde viemos. Sabe o que queremos para o álbum. Quando ouviu as gravações pela primeira vez disse: "Este é um som muito maduro para o Depeche Mode". E eu acho que é certo. Eu sinto nas canções influências de blues. É um álbum forte, que se encaixa bem, com o que fizemos no passado.

O que faz você se tornar esse grande artista no palco?

Por muitos anos eu pensava que o álcool e as drogas ajudaram-me a cantar e ir tão longe quanto artista. Mas acabei vazio. Este ano eu vou completar 50 anos e me sinto bem. Eu tento estar presente e desfrutar as grandes coisas que eu continuo a viver. E quando eu estou no palco, me sinto parte do universo. A música é uma coisa louca que faz alguma coisa.

Será que vamos ver o retorno do ex-Depeche Mode Alan Wilder?

Nós tocamos juntos na turnê passada em Londres. Ele foi fantástico. Quando ele saiu, em 1995, para nós, foi estranho. Poderia ter feito como nós, como Martin e eu, temos outros projetos, mas ficamos juntos novamente e novamente. Os projetos paralelos nós enriqueceu para o que fazemos no estúdio. Mas Alan continuou a evoluir. E nós continuamos a desenvolver.

As eleições nos EUA, o que lhe interessa?

Eu segui os debates (entre o presidente Barack Obama e seu rival Mitt Romney), mas infelizmente eu perdi o último. Eu espero que nós tenhamos  Obama por mais quatro anos. Eu acho que é um homem maravilhoso. Trabalho, muitas vezes ele teve que assumir. Hoje eu acho isso muito mais interessante do que antes, quando eu tinha 30 anos. Agora, reflito muito sobre isso. Meus filhos devem fazer coisas positivas. Ele pode não  necessariamente mudar tudo, mas algo que dá valor à vida e não em destruí-la.

Entrevista original em espanhol: Clique aqui.

Fonte: lanacion.com - 4/11/12

3 comentários :

Bia | 17 de novembro de 2012 10:00

... a cada sinal dos nossos DM's, a expectativa aumenta!!!

Eu to apostando muito que será ótimo esse novo álbum e mais uma turnê inesquecível.

Maria | 17 de novembro de 2012 15:46

Finalmente o DM está concorrendo ao prêmio de contribuição à música no Brit Awards!
Vamos votar!!!
http://www.gigwise.com/rating/77605/9/who-should-win-brit-awards-outstanding-contribution-2013/Depeche%20Mode/10

Luis Fernando.DM | 18 de novembro de 2012 05:18

Verdade Maria demorou para serem reconhecidos mas já era de se esperar nunca foram valorizados nos UK.