ShareThis

Selo


Você coleciona selo, duvido ter este! 
Presente de uma amigo muito querido.

Delta Machine - 1 Ano

"Uma banda que não precisa provar mais nada no mundo da música. Mesmo assim, premiou os fãs com um dos melhores álbuns da sua carreira. O Depeche Mode lançou em 2013 o 13º álbum de estúdio: “Delta Machine”. 
O trio mostra todo o vigor que influencia gerações de artistas no mundo todo. O disco traz a obscuridade nas melodias, com a clássica mistura de sintetizadores e guitarras distorcidas.
Esta sonoridade fez o disco ser considerado um dos melhores lançamentos de 2013. A primeira trinca de faixas, “Welcome to My World”, “Angel” e “Heaven” já mostra o que se pode esperar para quem o escuta pela primeira vez : um clima que vai do lírico a arranjos crescentes, de pontos pesados e obscuros a melodias calmas.
“Slow” é a primeira canção que mostra a influência do blues no trabalho como prometido (até o nome "Delta Machine" tem haver com a origem do estilo americano). Outros destaques vão para as “Should Be Higher”, música intensa e até animada tendo um contrapondo com a letra romântica e reflexiva. “Soothe My Soul” é dançante e a mais comercial de todas.
Outras faixas ganham destaque também como “Broken” (composição em conjunto de Gahan) e “The Child Inside” cantada lindamente por Martin Gore. Seguida pela faixa mais eletrônica do álbum e com batidas fortes: “Soft Touch/Raw Nerve”.
Uma crítica feita pelo site Pitchfork Media, especializado em notícias sobre o Sounds of the Universe, dizia após o lançamento do “Sounds of the Universe”: “Ainda não está claro onde o Depeche Mode se encaixa no mundo pop de hoje”.
Porém, “Delta Machine” faz com que o trio synthpop volte ao lugar que sempre lhe coube: uma banda que premia os amantes da música com suas inquietudes e reflexões há três décadas, os garantindo entre os ícones da música pop!"

Texto: Paulo Henrique Moraes Santos

Violator - 24 Anos - O Álbum que Mudou a Música Eletrônica


Selo: Mute
Produção: Flood
Projeto Gráfico: Anton Corbijn
Duração: 46:59 min

Em março 19 de 1990, o Depeche Mode lançou um novo álbum no que eles presumiram que seria um evento discreto na Warehouse Records, em Los Angeles. Em vez disso cinco fãs foram hospitalizados, quando segundo dados da policia trinta mil fãs apareceram. Não é de se espantar que a turnê seguinte da banda tenha sido chamada de World Violation.

Estranhamente o álbum que lhes garantiu o super estrelato era muito mais introspectivo que seu predecessor explosivo, Music for the Masses. Apenas Personal Jesus baseado em um groove do musico Gary Gliter parecia adequada para tocar em estádios. As outras faixas são as mais atraentes que Martin Gore ja compôs, desde a tonalidade tecno de World in my Eyes, passando pela delicada Waiting for the Night até a sombria Clean (uma descendente afastada de One of These Days, do Pink Floyd). O tempo para trabalhar que Gore tinha conseguido ao lançar, em 1989 um EP de covers chamado Counterfield tinha trazido recompensas. O resultado foram quatro enormes sucessos dos quais Enjoy the Silence teve a maior repercussão internacional.
Sofisticado mas sentimental, Violator eliminou a auto-indulgência das estranhezas de Black Celebration e Music for the Masses. Os temas instrumentais não citados na lista de musicas, Crucified logo após Enjoy the Silence e Interlude N°3, logo após Blue Dress são instigantes e encantadores.
Maravilhosamente produzido por Flood que também trabalhou com Nine Inch Nails, U2 e Smashing Pumpkins o disco é tão coeso que muitos custaram a acreditar que era mesmo Martin Gore e não David Gahan que cantava em Sweetest Perfection e Blue Dress. Parte do crédito quanto a qualidade irrepreensível do disco não pode ser atribuída aos excelentes arranjos do tecladista Alan Wilder. Violator mostra o grupo no auge de seu sucesso e continua a soar estupendo atualmente.

"Tenho uma lista dos 10 tópicos mais importantes... relações, dominação, luxúria, amor, bem, mal, incesto, pecado, religião imoralidade." Martin Gore, 1990

Violator considerado por fãs e critica a obra prima do Depeche Mode, um marco na história da musica eletrônica, um álbum, que dispensa qualquer comentário no que se refere a sua qualidade musical, os mestres da sofisticação eletrônica elevados a status de DEUS!
Esse disco é lembrado como a obra-prima da banda, um dos mais importantes da música eletrônica e um dos melhores da história, com uma variedade de músicas muito bem aproveitada, arranjos diferentes e inspirados com uma composição sólida de ambas letras e harmonia.
O álbum foi a maior de todas as transformações sonoras da banda, abandonando o Synth Pop e samplers dos anos 80 e se dedicando a sintetizadores analógicos em prol de uma espécie de "Rock eletrônico dançante", que posteriormente seria chamado de Synth Rock. Entrementes, é um dos mais influentes álbuns do Depeche Mode, inspirando bandas como Pet Shop Boys e Smashing Pumpkins.
Nunca um álbum de música eletrônica havia causado tanto frísson e alcançado tamanha popularidade assim desde Music For The Masses (também do DM) e Power, Corruption and Lies do New Order. Todos os seus singles fizeram um enorme sucesso e se tornaram clássicos instantâneos do grupo. É um álbum chave na história da música eletrônica, já que no mesmo ano a "Dance music" explodiria no mundo todo, com Depeche Mode quase pastoreando o fenômeno.
A música Personal Jesus virou uma mania no mundo todo e é constantemente colocada entre as melhores de todos os tempos, como um importante single, best-seller e uma faixa de ótima qualidade. Tem uma batida country, energia contagiante e fortíssima composição.
O Mega-Hit do álbum, na verdade, é Enjoy The Silence, uma das mais populares músicas (senão a mais popular) do Depeche Mode e colocada como uma das rainhas da Música Eletrônica, ao lado de Bizarre Love Triangle do New Order, Robots do Kraftwerk e West End Girls, dos Pet Shop Boys. Com sua bela melodia e emoção, entrou pro Top 10 na Billboard US Hot 100 e liderou rádios alternativas por três semanas consecutivas.
Policy Of Truth, uma das mais dançantes, elogiadas, preferidas da banda e bem vendidas do álbum também fez um sucesso enorme nas rádios alternativas e pistas de dança, quase liderando ambas simultâneamente. Entrou pro Top 20 na US Hot 100 e liderou rádios alternativas por uma semana.
World In My Eyes também é lembrada com carinho por fãs e integrantes, por causa da sua batida criativa e letra fácil de entender, com um toque excitante. É claramente uma faixa feita para dançar.

Vendeu 14 milhões de cópias de acordo com cálculos atualizados feitos pela gravadora Mute Records (é triplo platina tanto nos E.U.A. quanto no Reino Unido) e recebeu uma versão remasterizada, incluindo DVD com clipes e documentário em 2006.

1. "World in My Eyes" – 4:26
2. "Sweetest Perfection" – 4:43
3. "Personal Jesus" – 4:56
4. "Halo" – 4:30
5. "Waiting for the Night" – 6:07
6. "Enjoy the Silence" – 6:12
7. "Policy of Truth" – 4:55
8. "Blue Dress" – 5:41
9. "Clean" – 5:32

Fonte: Livro 1001 Discos Para Ouvir Antes de Morrer / Arquivo Pessoal

Leilão - Guitarra Autografada

Uma guitarra autografada doada pelo Depeche Mode esta sendo leiloada no Ebay para arrecadar dinheiro para o Great Ormond Street Hospital, hospital infântil que cuida de crianças contendo diversas especialidades, localizado no Reino Unido é referência mundial em atendimento infântil.

We need to raise at least £50 million every year to help rebuild and refurbish Great Ormond Street Hospital, buy vital equipment and fund pioneering research. Amazing things happen at Great Ormond Street Hospital every day. For more information please visit www.gosh.org Great Ormond Street Hospital Children’s Charity. Registered charity no. 235825.



Crédito: @Ultra_Depeche

Violators - Depeche Mode Cover Band


Ingressos para festa Especial a Depeche Mode com a Banda VOLATORS na Downtown dia 05.04.2014
Antecipado: 30,00
Nome na lista Facebook: 40,00
Na hora: 50,00
Contato: 81- 9948-4563 / 81- 8765-1956 Dj Deco Curado

101 - 25 Anos

Hoje o 101 completa 25 anos, o show registrado pelo diretor D.A. Pennebaker, foi um enorme sucesso, afinal foi a primeira vez que uma banda sem guitarras ou bateria, uma banda de musica eletrônica arrastava multidões para um estádio, 70.000 pessoas estavam presentes no Rose Bowl em 1989.

See You Next Time!

Acabou da Delta Machine Tour!
Ontem a Delta Machine Tour teve seu último show em Moscow, como de costume entre 3 ou 4 anos estaremos de volta com um novo álbum e uma nova tour, em minha opinião Delta Machine é um álbum de extrema qualidade, sempre ouvi blues e essa linha eletrônica do Delta com toques de blues me agrada muito, a tour me pareceu muito boa no que se refere a fotografia, não era de esperar menos afinal Corbijn é um gênio.
Mas esta Tour me pareceu meio pagada e demasiadamente curta, ok são senhores de +50, eu entendo mas a tour foi muito curta, e um tanto quando "morna", estaria o Depeche  Mode sendo recluso e preparando a aposentadoria?
Como fã eu dúvido mas como espectador eu sei que esta fantasma nos ronda....

Depeche Mode + Hublot = 1,4 Milhões para Charity Water



O Depeche Mode e sua parceria com a famosa Hublot novamente geraram excelentes resultados, a parceria arrecadou 1,4 milhões para o projeto Charity Water, organização sem fins lucrativos que se empenha em levar água potável para os que necessitam.